Serviços

Reforma otimiza atendimento no Hospital de Clínicas Sul

Sheila Faria


Secretaria de Saúde

O Hospital de Clínicas Sul está na etapa final das obras que estão transformando a unidade em um novo hospital, com nova estrutura, mais ampla e mais confortável, para melhorar ainda mais o atendimento à população.

A previsão é concluir a reforma no final de maio. Foram trocados setores de lugar para melhorar o funcionamento, a recepção foi remodelada, a classificação de risco passou a ser feita em ambiente que permite maior respeito à privacidade do paciente e o prédio ganhou climatização.

Também estão incluídas pintura interna e externa, troca de piso, adequação dos vãos das portas, troca das portas, troca dos bate macas, construção da guarita de segurança, instalação de cancelas e gradeamento ao redor de todo o hospital. Camas hospitalares e macas foram trocadas.

“Estamos fazendo a reforma por setores, sem causar nenhum prejuízo ao atendimento. Não houve redução de leito e nem da internação. Estamos fazendo por partes para não prejudicar de nenhum modo o atendimento aos pacientes”, afirmou o médico Cláudio Santos, diretor regional da Organização de Social que gerencia o Clinicas Sul.

Mantido pela Prefeitura de São José dos Campos e gerenciado pela OS Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, o Hospital de Clínicas Sul é a segunda maior unidade hospitalar pública do município, 100% SUS.

Ele oferece pronto-socorro, enfermaria, clínica médica adulto e pediátrica. A média mensal é de mais de 18 mil atendimentos, em urgência e emergência, ortopedia, internação e unidade de cuidados intensivos. O serviço de Radiologia e o Laboratório de Análises Clínicas funcionam 24 horas.

A previsão, em uma nova etapa, é construir um centro cirúrgico. “É um projeto novo, que vai proporcionar maior resolutividade ao atendimento de casos mais graves”, disse o médico Lucas Fadel Monteiro dos Santos, diretor-geral do Clínicas Sul.

Dengue

A reforma no Hospital de Clínicas Sul também possibilitou a criação de um novo espaço 24 horas para atender pessoas com sintomas de dengue. O dengário foi implantado no último dia 16, estrategicamente na região sul, que tem cerca de 60% dos casos de dengue registrados na cidade. 

O dengário tem 30 cadeiras de hidratação, sala de triagem, consultórios para atendimento médico e testes rápidos. A capacidade de atendimento é de 600 pacientes por dia.

 


MAIS NOTÍCIAS

Secretaria de Saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *