Serviços

Galpão das Artes Urbanas da Comlurb apresenta exposição de arte sustentável Renascimento Urbano – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

“A Folha” é uma das peças da artista plástica que estará em exposição – Divulgação

O Galpão das Artes Urbanas Helio G. Pellegrino, da Comlurb, abre, na quarta-feira (10/4), seus espaços para a exposição de arte sustentável Renascimento Urbano, da artista plástica e ambientalista Carol MCLM. Entre quase uma dúzia de obras, Carol apresenta esculturas e pinturas em tela e papel canson, além de arte com reaproveitamento de elementos da natureza e potinhos decorativos, todas feitas a partir de, pelo menos, um material reutilizado: folhas podadas, embalagens plásticas, pedaços de cimento e de máquina de lavar roupa, café vencido, rolos de papelão, lenços antimanchas e muitos outros.

Renascimento Urbano surge como uma releitura da arte ambiental, que tem entre seus objetivos conscientizar quanto aos perigos que ameaçam o planeta Terra e colaborar com a defesa da sua conservação, contra o aquecimento global. A mostra traz como ponto central o lixo antropológico, cujas peças nos fazem questionar o que precisa ser reutilizado ou, de fato, ser “jogado fora”. Para Carol, a alquimia que se faz necessária no século XXI é justamente unir o desenvolvimento econômico e o meio ambiente, alcançando, deste modo, a tão desejada sustentabilidade.

Entre as peças, os visitantes poderão admirar a Árvore da Vida (bonsai de jabuticabeira seca, café em pó vencido, papel-cartão usado)Alquimia Brasileira (pintura em tela com relevo de pó de café vencido, tinta acrílica, gesso e verniz)Escafandro da Folia (escultura feita com pedaços de máquina de lavar roupa, embalagens, elásticos velhos)Anyway the Wind Blows (tela com relevo em plástico bolha e papel-cartão usado)A Regataexposta anteriormente no Iate Clube do RJ,feita com rolos de papelão de papel higiênico).

Além da mostra, Carol oferece no Galpão, no dia 15 de maio próximo, uma oficina para estudantes. A exposição estará aberta à visitação até 20 de junho, de segunda a sexta, das 9h às 17h.

Perfil da artista

Carol MCLM, ou Carolina Leitão Marinho, teve seu primeiro encontro com a expressão artística na infância e, desde então, sua paixão e dedicação nunca cessaram. Com uma jornada artística que se estende por mais de duas décadas, ela explorou uma variedade de materiais e técnicas, abraçando estilos que vão do realismo à abstração. Autodidata, a artista, que também é advogada, trabalha a Educação Ambiental em suas obras. Cada uma delas é uma janela para reflexão e preocupação mais profunda, destacando a importância de nossa interação com o mundo que nos cerca.

Suas exposições já enalteceram a beleza dos oceanos e chamaram a atenção para a necessidade de preservação dos recursos marinhos. Também colocaram em foco a arte abstrata, explorando o mundo das formas e cores. Em seu portfólio, há inúmeras peças que ganharam vida a partir do reúso de objetos que, de outra forma, seriam descartados. A capacidade de transformar materiais descartados em obras de arte é uma manifestação de seu compromisso com a sustentabilidade e seu desejo de criar um diálogo sobre a importância da reutilização na sociedade atual.

(Redes sociais de Carol: Instagram @mclm.mclm.mclm; Tik Tok Carol MCLM; Youtube – Carol MCLM)

Serviço:

Entrada: Gratuita

Visitação: 10 de abril a 20 de junho – de segunda a sexta, das 9h às 17h
Local: Galpão das Artes Urbanas/Comlurb

End.: Rua Padre Leonel Franca, s/n° – Gávea (sob o Viaduto Lagoa-Barra, em frente ao Terminal Rodoviário da PUC)

Categoria:

  • 8 de abril de 2024
  • Marcações: arte sustentável Comlurb Exposição Galpão das artes urbanas Renascimento Urbano

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *